Adoção

Devo procurar um psicólogo quando meu filho adotivo chegar?

FONTE: Adoção em Pauta

Sei que a sua ansiedade é grande esperando seu filho, filha que está talvez em algum lugar neste momento, que não é com você. E com certeza você faz inúmeros planos, tem sonhos e planos para ela (ele).

Como qualquer filiação, a adoção é cercada por mitos, preconceitos medos e dúvidas. A adoção é particularmente especial por suas características únicas e há vivências e experiencias que só aqui encontramos!

Se você adotou ou vai adotar um BEBÊ, é provável que surjam dúvidas e incertezas sobre o melhor momento de contar para criança sobre suas origens; como contar, o que falar exatamente, até onde ir nessa história. Quando ela crescer, vem o medo dela querer conhecer os progenitores, as vezes medos como roubo ou sequestro de seu filho(a).

Por isso, a resposta para essa pergunta não é PADRÃO! se generalizarmos, todos que passam por essa mudança tão grande na vida como a maternidade e paternidade teriam enormes ganhos se procurassem um psicólogo para terem um espaço de escuta, acolhimento, um espaço para poderem elaborar lutos e perdas envolvidas num processo grande de mudança, auxilio no processo de adaptação entre tantos outros momentos marcantes. Mas nem todos estão preparados para encarar a si mesmo, nem todos estão preparados para cuidar de si. Uma coisa é certa, é fato ! Quem cuida de SI, cuida muito melhor do OUTRO.

Para quem adota uma CRIANÇA MAIS VELHA, que lembre de sua família de origem, com certeza é muito importante fazer esse acompanhamento APÓS A ADOÇÃO! Imagine VOCÊ sendo retirado de sua família ( que pode ser por inúmeros motivos, como negligência, abandono, violência) e de repente sem muita preparação psicológica está em uma outra família, com outros costumes, outras pessoas, outras regras e limites. Como seria PRA VOCÊ?

Pensando pelo lado da criança, são muitas informações para processar . A felicidade vem junto com incertezas, com medos do abandono mais uma vez, medo da devolução, da rejeição. A alegria de ter uma família vem junto com a raiva de ter sido abandonado por aquele que deveria ter sido seu maior porto seguro, vem junto muitas vezes com tristeza e saudades de vínculos anteriores. Então, para crianças mais velhas, SIM! É muito importante que ela possa ser acompanhada por um profissional habilitado principalmente nesse processo de adaptação.

E não raras as vezes que para o ADOTANTE/CASAL essa adaptação também não é complexa, difícil, cheia de desafios.. Birras, testes, o medo da criança não amar, a ansiedade de ser chamado de pai , de mãe, a adaptação pode SIM ser mais tranquila se você fizer um acompanhamento com um psicólogo. Ou seja, IR a um psicólogo não te tornará mais fraco, louco, insano. DEMONSTRARÁ o seu desejo para que essa adoção seja um sucesso, para esses vínculos sejam construídos de forma sólida, com laços fortes.

E é assim que construiremos uma adoção consciente! Com amor, preparação e suporte!

Psicóloga Tatiany Schiavinato - CRP 06/131048 - www.adocaoempauta.com.br 

Atendimentos presenciais e online - (11) 9 4541-9090

 

 

 

Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Please let us know your name.
  2. Email
    Please let us know your email address.
  3. Captcha(*)
    Captcha
    Invalid Input