Boas ações

Impedido de seguir viagem, caminhoneiro goiano doa mercadoria para população carente em Palmas

FONTE: MAIS GOIÁS - Por: Thaís Lobo

Um caminhoneiro goiano aproveitou o protesto realizado por sua categoria para fazer uma boa ação. Luiz Carlos dos Santos, de 39 anos, saiu de Goiânia com destino à Araguaína, no Tocantins, mas ficou preso nos bloqueios das rodovias.  A mercadoria que ele transportava era perecível e ele corria o risco de perdê-la e foi aí que ele teve a ideia de dar um destino diferente para a carga.

Há 5 anos nas estradas, Luiz trabalha transportando frutas e verduras da Central de Abastecimento de Goiás (Ceasa), em Goiânia, para diversas cidades no Tocantins. Ele conta que até ouviu rumores sobre a paralisação, mas não imaginou que tudo acontecesse tão rápido. “Eu peguei a mercadoria na segunda-feira [dia que começou o protesto], eram 12 toneladas de frutas e verduras”, revela.

No caminho para o estado vizinho, Luiz encontrou diversos bloqueios e até conseguiu desviar de alguns. Mas, quando chegou em Palmas, 30% da mercadoria em seu caminhão já estava perdida e então ele teve a ideia. “Ia perder mesmo, então eu pedi para o dono da mercadoria a autorização para doar e ele aceitou, disse para eu procurar creches, escolas, essas coisas”, relata o caminhoneiro.

Como o goiano não conhecia a cidade, ele pegou indicação de colegas e foi até um bairro carente da região. Lá, ele distribuiu cerca de 8 toneladas de alimentos à população na manhã desta sexta-feira (25).

Segundo Luiz, cerca de 200 famílias foram beneficiadas com diversos alimentos como batatinha, repolho, chuchu, abobrinha, couve-flor, acelga, limão, entre outros.”Eu fiquei até meio balançado. O prejuízo de uma pessoa alegrou muita gente”, observa o caminhoneiro.

 

Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Please let us know your name.
  2. Email
    Please let us know your email address.
  3. Captcha(*)
    Captcha
    Invalid Input