Saúde

Vacina contra HPV ainda esbarra no preconceito

FONTE: PARANA PORTAL

Dados da Secretaria Municipal de Saúde mostram que apenas 3.855 meninos e meninas iniciaram o esquema vacinal contra o HPV (Papilomavírus Humanos) este ano em Maringá. Em 2017, as aplicações da primeira dose da vacina somaram 7.448.

Por isso o receio dos profissionais da saúde de que o número de aplicações não alcance o registrado ao longo do ano passado. A proteção contra o HPV só é garantida com aplicação da primeira e segunda doses.

No ano passado, 4.099 adolescentes completaram o esquema. Este ano, 3.855 receberam a última dose – os números não representam os adolescentes que receberam as duas doses no mesmo ano, porque o intervalo entre elas é de seis meses.

“Gostaríamos que o número de adolescentes vacinados fosse maior. Sabemos que existe tabu com relação à vacina, além de falta de informação, o que faz alguns pais não levarem os filhos para serem vacinados”, lamenta a coordenadora da Sala da Vacina, Edlene Goes. A transmissão do HPV ocorre por contato direto com a pele ou mucosa infectada, principalmente por via sexual.

“Alguns pais dizem que as filhas são muito novas para a vacina, porque não vão ter relação agora, mas acontece que a proteção é para o futuro”, comenta. A vacina é destinada para meninas de 9 a menos de 15 anos, desde 2014, e para meninos de 11 a menos de 15 anos desde o ano passado.

Ela protege contra quatro tipos de vírus HPV, que podem causar câncer de colo de útero, boca, faringe, ânus e outros problemas.

“Na rede privada o esquema vacinal custa mais de R$ 1 mil. Nas unidades públicas, não custa nada”, destaca Edlene.

Alerta
O Ministério da Saúde começou no início do mês campanha publicitária para impulsionar a vacinação contra o HPV. O objetivo é vacinar mais de 20 milhões de adolescentes no Brasil.

Segundo Edlene, o tamanho do público-alvo a ser vacinado em Maringá não foi informado. No Paraná, passa de um milhão de adolescentes. Em Maringá, as doses estão disponíveis nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e na Sala da Vacina durante o ano inteiro. É preciso apresentar a carteira de vacinação.

 

Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Please let us know your name.
  2. Email
    Please let us know your email address.
  3. Captcha(*)
    Captcha
    Invalid Input