Direitos humanos

Proibição do uso de véu islâmico em público fere direitos humanos das mulheres, diz ONU

FONTE: JP 

Para a ONU, a proibição do niqaab em público é um ataque desproporcional ao direito das mulheres de manifestarem suas escolhas religiosas.

A ONU declarou que a proibição do uso em público do véu islâmico que cobre completamente o rosto fere os direitos humanos das mulheres.

O comitê das Nações Unidas anunciou sua decisão nesta terça-feira (23) depois que duas muçulmanas recorreram à entidade após serem multadas na França. O painel indicou ainda que o governo francês deve rever a lei dentro de 180 dias e indenizar as mulheres que foram multadas.

A França não é obrigada a seguir a decisão, mas o país é signatário do tratado de regulamentação do comitê que prevê o cumprimento das determinações “em boa fé”.

Para a ONU, a proibição do niqaab em público é um ataque desproporcional ao direito das mulheres de manifestarem suas escolhas religiosas e ainda as coloca em risco de serem marginalizadas.

Outros países na Europa também possuem regras contra o véu islâmico que cobre todo o rosto da mulher, como Dinamarca, Bélgica, Holanda e o estado alemão da Baviera. Aqui na Inglaterra não há nenhuma restrição.

 

Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Please let us know your name.
  2. Email
    Please let us know your email address.
  3. Captcha(*)
    Captcha
    Invalid Input