Cidadania

Professor cuida de bebê de aluna durante prova e imagem viraliza

FONTE: O DIA

Rio - A estudante de direito Ive de Freitas, de 32 anos, foi surpreendida com um gesto de empatia por parte do professor Hélio Borges durante uma prova nesta sexta-feira. O docente ficou com a filha da aluna, a pequena Anna Luísa, no colo para que ela pudesse fazer a avaliação da sua disciplina ministrada na Universidade Cândido Mendes, na Penha, Zona Norte do Rio.

Como forma de agradecimento, a universitária compartilhou em seu perfil no Facebook uma imagem da filha de apenas sete meses no colo do acadêmico com a mensagem: “Hoje tive que ir à Ucam Penha fazer uma prova. Como não tinha com quem deixar minha bebê, tive que levá-la. Ela está numa fase de mexer em tudo, queria pegar a prova, o código… E então, o professor Hélio Borges teve essa atitude incrível, pegou minha bebê até que ela adormeceu em seu colo. Obrigada professor!”

Não demorou muito para que a publicação de Ive viralizasse nas redes sociais. O post já contava com 7 mil curtidas e mais de mil compartilhamentos até o início da noite desta terça-feira. "Queria mostrar o que ele tinha feito por mim, mas não imaginava que iria tomar essa proporção", diz a estudante.

O professor Hélio Borges conta que também se surpreendeu com a repercussão da imagem. Ele, que não conta na rede social, soube através de amigos sobre a publicação. "Fiquei espantado que uma ação, que em tese, seria tão natural ter chamado tanto a atenção", afirma. "Nós temos que tratar os outros como gostaríamos de ser tratados. A gente faz uma boa ação sem esperar nada em troca", completa o acadêmico.

O docente diz não se incomodar quando as alunas levam os filhos para aula e conta que agiu do mesmo modo que faz com as filhas, de 9 e 10 anos. Sobre a pequena Anna Luísa ter adormecido em seus braços, ele tem uma teoria."No colo de um gordinho é muito mais fácil dormir", brinca.

Maternidade e dificuldade de conciliar os estudos

Ive, que é natural de Campos dos Goytacazes, conta que não tem familiares no Rio e a prova coincidia com o horário do emprego do marido."Eu tinha que fazer a prova e meu esposo tinha que trabalhar, minha única opção era levar minha filha comigo."

"Minha intenção era fazer a prova com a Anna Luísa no colo, mas ela estava impaciente. Quando eu estava prestes a ir embora e deixar a prova ali do jeito que estava, o professor Hélio pegou minha bebê no colo e começou a distraí-la", revela a aluna. "Se eu consegui fazer alguma coisa na avaliação foi graças a ele", completa.

No magistério há mais de 20 anos, Hélio conta que vê muitas alunas abandonando os estudos durante a gestação e após o nascimento dos filhos. "É uma reflexão que precisamos fazer, qual o número de mulheres que abandonam os estudos, qual o papel da universidade no acolhimento da volta, além do nosso papel enquanto professores."

Depois da sua publicação, Ive conta que recebeu mensagens de mulheres que se identificaram com a sua história."Muitas mães encontram dificuldades em continuar os estudos, algumas pessoas me disseram que se sentiram estimuladas a não desistirem."

Em nota, a Universidade Cândido Mendes ressaltou a atitude do docente e informou que "há uma forte relação comunitária os alunos e os docentes, explicitada de forma inequívoca no cuidado do Prof. Hélio Borges com a bebê e, quem sabe, futura aluna da instituição".

 

Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Please let us know your name.
  2. Email
    Please let us know your email address.
  3. Captcha(*)
    Captcha
    Invalid Input