Pessoas em situação de rua

Novo abrigo de inverno para moradores de rua em São Paulo

FONTE: ABCDOABC 

O Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras) passa a oferecer 100 vagas para janta, pernoite e café da manhã na região da Sé

 

O Sefras abriu as portas do atendimento no centro de São Paulo para funcionar novamente como abrigo emergencial para que a população que vive em situação de rua possa ser atendida durante o período do inverno. O projeto, pelo terceiro ano, é feito em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social da prefeitura da capital.

O espaço tem capacidade para acolher 100 pessoas por noite e, assim como nos anos anteriores, a batalha será contra o frio que está chegando a São Paulo. Com isso, a população de rua será acolhida até o final do inverno recebendo todos os cuidados e alimentações adequadas, como jantar e café da manhã. O salão, que serve diariamente 300 almoços durante o dia, 450 lanches no chá da tarde e atende os moradores em diversas atividades, passa também a acolhê-los durante essas noites geladas.

Durante esse período, os trabalhadores estarão focados nas atividades de montagem de camas, limpeza do salão, controle de recepcionamento e acolhida, preparação e distribuição da janta, acompanhamento dos banhos e do pernoite. O espaço conta com uma equipe técnica, de apoio e de gestão, porém o serviço precisa de pessoas que se disponibilizem para realizar trabalho voluntário, devido ao aumento na demanda de atendimentos.

Nas últimas semanas a temperatura começou a cair principalmente à noite, típico do outono, e segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a estimativa é de que o frio permaneça no decorrer do próximo mês. A cidade de São Paulo registrou a menor temperatura média do ano, com 8ºC, nesta última semana. Com isso, volta a preocupação sobre as centenas de moradores em situação de rua que correm risco de morrer de frio. Neste mês, duas pessoas foram encontradas mortas na capital com sinais de hipotermia.

É um desafio constante garantir que não falte material para atender as pessoas durante o atendimento. São necessários kits de higiene pessoal (sabonetes pequenos, desodorantes, cremes de barbear, escovas e pastas de dente, etc.), toalhas, agasalhos, cestas básicas (macarrão, arroz, feijão, óleo, pão, manteiga, chá-mate, batata, proteínas, etc.) e materiais de limpeza.

As doações podem ser feitas na Rua Japurá, nº 234, todos os dias da semana, 24h por dia. Retiradas em domicílio também podem ser agendadas pelo telefone 3291-4433, de segunda a sexta das 8h às 18h, exceto feriados.

Também é possível fazer doações em dinheiro pela conta do Sefras no Banco Santander, agência 0331, conta corrente 13003199-7, CNPJ 11.861.086/0001-63 ou por aqui.

Sobre o Sefras

O Sefras é uma rede franciscana de Assistência Social para mais de 1600 crianças, adolescentes, idosos, imigrantes e refugiados, catadores de materiais recicláveis, população em situação de rua, jovens e mulheres em conflito com a lei e pessoas vivendo com HIV e AIDS que funciona em 12 espaços próprios em São Paulo e no estado do Rio de Janeiro.

Na região da Sé a instituição atende pessoas que vivem em situação de rua oferecendo um espaço de acolhida, escuta e partilha. No local são feitos todos os dias até 700 atendimentos para pessoas em situação de rua de 18 a 70 anos. Além das atividades de alimentação e banho, também é oferecido espaço para lavagem de roupas, barbearia, orientação jurídica com a Defensoria Pública da União, atendimento psicológico e social, oficinas de artesanato, palhaçaria, cidadania e cultura. O espaço ficou popularmente conhecido como “Chá do Padre” desde que os franciscanos passaram a servir todas as tardes chá e pão nos anos noventa.