Mundo

Epidemia causada por processadora de carne mata dezenas de pessoas

FONTE: ANDA

A maior fabricante de alimentos embalados da África foi ordenada a recolher produtos prontos para consumo e suspendeu as operações em duas fábricas enquanto os sul-africanos têm sido alertados para evitar carnes processadas.

Acredita-se que o surto de listeriose na África do Sul seja o maior da doença relacionada à intoxicação alimentar, declarou a agência de saúde das Nações Unidas. Existem pelo menos 948 casos confirmados desde o início de 2017, segundo o ministro da Saúde do país, Aaron Motsoaledi.

Após a realização de testes, o governo concluiu que a fonte do surto é a instalação da produção de alimentos da Enterprise em Polokwane, no Nordeste do país, disse o ministro. A listeriose é uma doença causada pela bactéria listeria monocytogenes e atinge particularmente mulheres grávidas, recém-nascidos, idosos e pessoas com sistemas imunológicos enfraquecidos.

O diretor-presidente da Tiger Brands, Lawrence MacDougall, disse que a companhia não está ciente da relação direta entre as mortes e seus produtos nesta fase. A empresa teve que recolher seus produtos e deve fazer isso com a série completa de carne pronta para consumo.

As ações da Tiger Brands caíram 7,4%, o maior declínio desde Abril de 2000. As ações da RCL Foods Ltd., que também está suspendendo a produção e recolhendo alguns produtos, caíram 0,5%.

“A Enterprise é uma unidade de negócios dentro da divisão de produtos com carne da Tiger, que contribui com aproximadamente 7% para a receita e 2% para o lucro operacional,  então este é um pequeno contribuinte”, disse Sumil Seeraj, analista da Standard Bank Group Ltd. Os outros produtos da Tiger Brands incluem desde sabão para máquinas de lavar louça até manteiga de amendoim.

A RCL informou que suspenderia a produção da marca Rainbow Polony e que está no processo de retirada dos produtos. Uma investigação da instalação de produção da RCL Wolwehoek tem sido realizada após alguns produtos da marca serem descobertos com listeria, embora não seja o tipo identificado como responsável pelo surto, declarou a empresa.

Os produtos Polony podem transferir a listeria de suas embalagens externas para salsichas e outros produtos processados semelhantes que geralmente não são cozidos, disse Motsoaledi.

De acordo com a Bloomberg, a Tiger Brands atualizou os testes para a listeria e introduziu um monitoramento de higiene adicional desde o surto confirmado em Dezembro de 2017. Foi revelado que os testes ainda não confirmaram a cepa ST6, que responsável pela propagação, embora outros testes tenham sido realizados. A retirada do produto resultará na  “destruição do valor intangível” da marca Enterprise, afirmou Seeraj.

 

Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Please let us know your name.
  2. Email
    Please let us know your email address.
  3. Captcha(*)
    Captcha
    Invalid Input