Fonte: Natura - Imagem: Lucien Wanda no Pexels

Sacolas plásticas, copos de isopor, garrafas PET, latas, papel, madeira e vidro compõem o lixo marinho, que ameaça uma série de espécies.

As estatísticas confirmam. Cerca de 90% das aves marinhas já comeram plástico uma vez na vida. Até 2050, haverá mais plásticos nos oceanos do que peixes. Mas, juntos, nós podemos mudar essa realidade.

80% do lixo que está nos oceanos vêm de fontes terrestres, mais precisamente da atividade humana, e 20% são provenientes de atividades realizadas no mar, como a pesca e transportes marítimos.

O lixo afeta a vida marinha
O plástico é, de longe, o resíduo mais presente e tende a permanecer nos oceanos por anos, já que na maioria dos casos não são biodegradáveis. Ao se transformar em microplásticos, ele é engolido por animais, entra na cadeia alimentar e se torna prejudicial tanto para a biodiversidade marinha quanto para quem se alimenta dela.

A ingestão de resíduos plásticos provoca a perfuração do tubo digestivo dos animais podendo levar à morte. Aqueles que concentram muitas partículas de microplásticos no seu interior ficam com uma sensação falsa de saciedade e não se alimentam adequadamente. Assim, eles perdem energia, capacidade de locomoção, de crescimento e reprodução, gerando seu desfiamento”, explica o professor.

Outra grave consequência, alerta Turra, é quando esses animais, assim como alguns vírus e bactérias, são levados para longe por esses resíduos presentes em grande concentração na água, causando desequilíbrios ecológicos. É o que ele chama de “carona” ou dispersão. O emaranhamento faz a lista de problemas crescer.

As redes de pescas perdidas no ambiente marinho afetam o meio. É um fenômeno conhecido como ‘pesca fantasma’. Ela provoca a morte da fauna local e gera impacto tanto para a biodiversidade quanto para os próprios recursos pesqueiros”, explica o especialista.

O lixo também afeta a vida terrestre
O especialista acrescenta que os seres humanos também entram na lista de vítimas dessa poluição. Apesar de o contato com essas partículas se dar em menor escala, se comparado aos outros animais, nós também ingerimos os microplásticos.

E segundo o administrador do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), Achim Steiner, essa situação tem se tornado cada vez mais grave. Cerca de 83% da água que sai das nossas torneiras contém partículas de plástico. Assim que consumidas, seus resíduos químicos, que são tóxicos, vão parar diretamente na nossa corrente sanguínea”, alertou Steiner durante seu discurso em evento da ONU, no Dia do Meio Ambiente de 2018.

Onde estamos... E para onde vamos?
Atitudes simples podem causar um tremendo impacto positivo nesse cenário. Na hora de fazer compras, carregue uma sacola retornável. Em vez de consumir garrafas plásticas, incorpore o hábito de ter consigo sempre uma garrafa reutilizável. Substitua embalagens regulares por refis, quando possível.

É fundamental que as pessoas vivenciem o Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Que sejam cidadãos bem informados. Que as escolas e a mídia falem do tema. Lembrem-se do consumo consciente, do reaproveitamento e de zelar pelo destino adequado do lixo”, aconselha o professor.

O que uma marca de beleza pode fazer pelo meio ambiente?
Desde 1983, oferecemos refis dos nossos produtos. Com isso, economizamos por ano o equivalente ao lixo produzido por 3,5 milhões de pessoas em um único dia. Além disso, todos os anos, reutilizamos 432 toneladas de plástico nas embalagens de nossos cosméticos. Isso significa que, nove milhões de garrafas PET de dois litros deixam de ir para o lixo com essa atitude. Também fomos os primeiros a adotar vidro reciclado na perfumaria, evitando anualmente o descarte de 944 toneladas desse material.

Além disso, estamos entre as 250 organizações que assinaram no fim de outubro de 2018 o Compromisso Global por uma Nova Economia do Plástico, documento que tem como objetivo erradicar o desperdício e a poluição causados pelo plástico.

Esses são apenas algumas das nossas iniciativas. A gente quer fazer parte de um movimento que muda a história e trazer você para dentro dela. Ao incorporar os produtos do nosso portfólio, você cuida da sua beleza e do meio ambiente. Afinal, os nossos produtos têm refil, o planeta não.


Infografico da decomposicao do lixo