Giro pelo Brasil

Pirenópolis ganha mais 5 reservas de Patrimônio Natural

FONTE: CICLO VIVO 

Cidade atrai visitantes, sobretudo, por suas belas cachoeiras.

Município ecoturístico de Goiás, Pirenópolis acaba de ganhar mais cinco reservas particulares do Patrimônio Natural (RPPNs). Foram criadas a Segredos do Cerrado (área de 7,40 ha hectares), a Magia do Cerrado (área total de 18,74 hectares), a Caraívas Ecovilla (área de 7,91 hectares), a Caraívas Comunidade Vale da Dhyana (área de 10,18 hectares) e a Caraívas Chácara Vale da Dhyana (área de 4,51 hectares).

Na criação de tais reservas, os proprietários, sem perder a titularidade, dividem com o governo as responsabilidades de gestão da terra. Elas passam a ser consideradas Unidades de Conservação, ajudam a ampliar as áreas preservadas do país e o proprietário ganha alguns benefícios, entre eles a isenção do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) referente à área criada como RPPN.

Com autorização prévia, os donos da terra também podem criar atividades recreativas, turísticas, de educação e pesquisa no local.

Em algumas reservas particulares, também é testado um modelo de Pagamento por Serviços Ambientais, ou seja, os proprietários recebem apoio financeiro para manter e ampliar suas ações de conservação nas reservas.

Cidade exemplo

Já foram oficializadas sete RPPNs em Pirenópolis desde julho, incluindo as citadas acima. Mas, é Curitiba que chama atenção pelo número de Reservas Particulares do Patrimônio Natural no Brasil. A cidade soma 22 reservas, o que representa o maior número entre as capitais brasileiras.

Pirenópolis

Ruas tombadas pelo IPHAN e casarões históricos dão charme a Pirenópolis, mas são os rios e as mais de 80 cachoeiras que atraem visitantes de todo o país. Para a cidade, que está no Cerrado, seguir como um destino relevante, não há alternativa: é preciso cuidar de sua beleza natural.